A noite foi da Bencke Bier

Bencke Bier é uma cerveja artesanal produzida pelo cervejeiro aposentado Roni Bencke, em Curitiba. Na noite casino de segunda-feira, foi realizada uma degustação entre familiares no Restaurante Sabor & Arte, em Venâncio Aires.  Aprovei todas: PILSEN (clara), A FAMOSA PILSEN PREMIUM (encorpada), DUNKEL(escura) e a novidade WEIZENBIER (cerveja de trigo).

Lembranças do velho Rubem

Era 19 de julho de 1970. Tinha sete anos. Fui assistir pela primeira vez o time de coração do meu pai. Minha mana mais velha que me levou. O Grêmio jogou contra o Santa Cruz em Santa Cruz do Sul, na minha terra natal. Foi 4×1. Gols do Joãozinho, dois do Sérgio Lopes e mais um do Loivo. Mas foi o Joãozinho que me marcou naquele domingo bonito de sol. Naquela noite a mãe, que tinha 39 anos, deu a luz a mais uma menina na família. Era o sexto filho. Depois entendi porque o pai não me acompanhou na minha primeira vez de Grêmio.

Não tenho como precisar minha idade na época. Apenas lembro que sentava ao lado da Rodoviária, na Rua Júlio de Castilhos, sem calçamento, esperando o “Ouro e Prata” chegar de Porto Alegre com destino a Ijuí, via estrada da serra. Muitas vezes atrasava. E por horas ficava ali, sentadinho, esperando meu herói, o motorista do ônibus.

Como meu herói fazia linha de ônibus de Porto Alegre a Ijuí num dia folgava lá, no outro voltava, no terceiro, na sua folga em Venâncio era certo que ia ter churrasco em casa, podia ser segunda, ou quarta, tanto faz. Raramente aos domingos. Nunca mais vou esquecer que churrasco em casa era quando o pai tinha folga.

Dias de glórias eram quando o piá podia ir junto com no ônibus até Ijuí. Nossa! Comer um churrasco em Boqueirão do Leão. Fazer um lanche da tarde em Cruz Alta. Fora as Pepsi. E no final do dia, depois de se hospedar num hotel, enquanto o velho tomava um aperitivo, o guri aqui se metia a comer ovo curtido.

Na adolescência uma cumplicidade sem fim. Sobre drogas. Nunca conversamos. Nem foi preciso. Sua retidão, como exemplo, bastava para o guri não se meter em encrenca.

Perdi meu pai quando tinha 23 anos. Hoje é mais que outra vida sem ele. É mais um Dia dos Pais sem o velho Rubem.