O retorno do Guarani

O Guarani caiu para a chamada terceira divisão. Não foi na tarde deste sábado depois de uma brilhante vitória de 6×3 sobre o Riopardense, nem tampouco depois de um heróico 7×6 sobre o 14 em Livramento.

Uns dizem que foi por soberba da direção, a maioria credita aos jogadores e comissão técnica, outros até vão além e culpam a imprensa de ser conivente por não ser crítica.

No primeiro jogo do Guarani no Edmundo Feix em casa fotografei uma faixa onde se lia “Eu nunca vou te abandonar”,  postei no blog e publiquei na coluna da Folha. Onde ela estava hoje?

É verdade que a torcida acompanha o time quando ele está ganhando.

Não fomos felizes nesta temporada.

Embora que ainda existam muitas falcatruas no futebol e talvez o tapetão pudesse reverter nossa situação, creio que devemos formatar de imediato o retorno do Guarani.

Precisamos somar esforços de quem é rubro-negro, não apenas para voltar para a 2ª divisão, mas atropelar nossas adversidades e fazer valer o peso de nossa camisa para estar em 2015 na elite do futebol gaúcho.

3 comentários em “O retorno do Guarani”

  1. E do zero, significa olhar unica e exclusivamente para a BASE. É lá que se constrói o Patrimônio maior do Clube e é lá que os meninos se identificam com as cores e passam a viver o sentimento da Torcida, o envolvimento dos Pais… Só apoio se for assim… Não é assim, Elton, Lúcio, Nazih…

  2. Agora vai, pois acompanhei a equipe sub 19 ano passado no vice campeonato, e vi uma luz no final do túnel, vi jovens meninos comprometidos com a camisa que vestiam, daquela equipe foram mantidos 12 jogadores com mais 12 veteranos contratados e indicados pelo treinador que também foi mantido, esta mescla de jogadores jovens com veteranos vai se formar um time muito competitivo, Boa sorte Guarani!!!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.