11 thoughts on “No palco do Aparecida nos anos setenta

  1. Lula Mello

    Soltando a voz hein Telmo?
    rs…
    Deixa eu reconhecer alguns:
    Quico Witz, Renatinho Santos, Félix Konzen, Paulo Sulzbacher, Rosane Scherer, Adelise Bürgel, Mano Mylius, Elton Etges.
    Acertei?
    Abraço
    Lula Mello

  2. Lula Mello

    Tuta o Elton têm razão:
    Adriana Campos e
    Everton Braga da Silva, o Zica, médico anestesista em POA.

  3. Tuta

    O Zica foi protagonista
    do primeiro de muitos sufocos
    que passei ao chegar no trem andante
    da segunda série do Aparecida.
    No jardim eu já estava alfabetizado – obrigado, dona televisão, e após algumas aulas particulares com a professora Marli Frietto, cheguei na sala, todo mundo já tendo aula, mesas e cadeiras de fórmica, altas, com estrutura de metal, uau, eu estava no paddock da fórmula um das carteiras escolares.
    Só que para mim, como eu era menor, haviam preparado uma mesinha e uma cadeirinha, bem na frente, com tudo o que de ruim se podia imaginar: Gasta e arranhada, não fazia mais parte do mobiliário do colégio, era alguma sobra de móveis antigos que havia ficado na sombra dentro das entranhas do prédio. Mas fui. Cheguei na cadeirinha, olhei pra cima, vi todos em suas classes, olhei pra minha sucatinha, e abri o bebedor. Pois o Zica, ao ver aquele molequinho chorando, no reflexo, pulou do meu lado e disse: Olha, pega a minha mesa e cadeira, eu vou sentar nesta mesinha hoje! E ficou ali, faceiro com o movelzinho – e todo dobrado, pois a cadeirinha era presa à mesinha, tô dizendo que o troço era uma %&*#@#. Eu não posso esquecer nunca este momento, a primeira aula que eu tive no colégio não foi a professora, foi o Zica que me deu.
    Mas aquela turma era o ouro.
    Aí Paulinho! Abraço, guri! A filação de bóia era uma arte!

  4. Mano Mylius

    É isso aí, a “memóia” da gurizada tá muito boa, pois esta foto nos transporta ao ano de 1972, 3ª Série do Colégio Nossa Senhora Aparecida. Portanto, só 36 anos, mas parece que foi ontem, he,he,he…

    Os amigos acertaram quase todos. Mas uma delas, só a Irmã Maria para fornecer.

    Da direita para a esquerda: José Francisco Witz (Kiko), Renato dos Santos Junior (Tuta), Félix Astério Konzen (saudades do amigo que já partiu), Paulo José Sulzbacher (Pelino), Adriana Beatriz Campos, …. (está náo é a Dodô, acho que era Adriana o seu nome. Seu pai trabalhava na CEEE e foram embora no ano seguinte), Adelise Maria Bürgel, Telmo Mylius Junior (Mano) e Everton Luiz Braga da Silva (Zica). No centro, bem ao fundo, aquela que está espiando é a Marlene Bauermann, irmã da Marlise (ou vice-versa), prima do Pelino.
    Um grande abraço a todos, e conforme o Elton solicitou, já estou dando andamento para a realização de um encontro deste “amigos para sempre”.

    Mano Mylius

  5. Grazi

    “Brigadão” Tuta, pelas lembranças do Ziquinha, meu irmão. Sou a Grazi, e posso te afirmar que a bondade, generosidade dele permaneceu intacta com o passar dos muitos e muitos anos! Foi um orgulho, apesar de não me lembrar de ti (saí daí com 5 anos), ler essas palavras de carinho para com meu irmão amado!
    um bjo grande

  6. Zica

    Pessoal, foi muito legal ver estas fotos e lembrar o passado. Deixei Venâncio em 1974, mas sempre mantive contato com o pessoal do Aparecida (Rubinei Lentz, Rosane Scherer, Vera Campos-1º namorada a gente nunca esquece…)O Aparecida foi muito marcante na minha vida, bem como todos vocês que estudaram comigo lá. Muitas saudades de vocês e da época da inocência, brincadeiras e lições para a vida. Abraços a todos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.