8 thoughts on “Rainha do Carnaval na década de oitenta

  1. Eloisa Naue

    Que demais esses tempos, hem?
    O Carnaval de Rua de Venâncio era uma loucura! Quanta beleza e grandeza… qual era o segredo disso tudo?
    Lembro de um ano que o encanto até hoje não se apagou, quando o Clube homenageou a ida do Brasil a Antártica.
    Se não me falha a memória, a ala das baianas vestiu azul, um luxo!
    Será que ninguém tem uma fotinho para compartilhar?!

  2. Lisandra Maria Guterres Pacheco da Silva

    VALEU NÁDIA.
    A PROPÓSITO:OLHA O CORPÃO DA LOUCA….E OBVIAMENTE QUE SEM LIPO, SEM PLÁSTICA, SEM NADA DOS ARTIFÍCIOS DE AGORA….
    TE METE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Alecio Moraes

    O que falta para que o carnaval de rua de V. Aires volte a ser o que era, basta instituir a competividade entre as escolas e blocos. O ser humano é movido pela competição.

  4. airton etges

    Eloisa a formula era simples. As familias se envolviam, tinhamos bons lideres, pessoas comprometidas, existia um trabalho o ano inteiro, as escolas de samba faziam promoções para terem dinheiro, e serem independentes. Foi uma época maravilhosa. Deixou muita saudade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.