Das antigas: Inauguração da pista de cross em Venâncio

morongo

No dia 17 de fevereiro de 1982. Moronguinho contornando a curva 1, na prova de inauguração da Pista de Motocross, no Campo da Aviação, em Venâncio Aires.

Publicado no antigo blog no dia 26/11/2008. Nos comentários a correção da data da inaguração que foi em 29/06/1975.

25 thoughts on “Das antigas: Inauguração da pista de cross em Venâncio

  1. Claiton Wittke

    Elton, eu e o Cleber estamos achando que esta foto não é da inauguração da pista. Ou a data está errada.
    Éramos pequenos ainda, mas lembramos que ao chegar no local, o Leandro Braga (Bororó), menor de idade, pedui que nosso pai “lhe desse uma carona”, levando para dentro do portão a sua RD 50, pois a BM estava de olho. Carregaram a moto na camionete C10 e passamos direto.
    Mas depois, durante uma corrida em que o Bororó estava participando, um Brigadiano sacou a arma e atirou para o alto, gerando uma grande confusão. Isso deve ter sido antes de 1980, e foi na inauguração da pista.
    Abraços

    Claiton Wittke

  2. Elton Etges

    Também acho Claiton. Copiei a legenda que estava escrita atrás da foto. Acredito que seja a inauguração de uma segunda pista no Campo da Aviação. Se não me falha a memória, havia um traçado menor que foi modificado. O Danino pode resolver esta pra gente.

  3. Toninho

    Pode ser, pois a primeira pista tinha só um king-kong e a segunda tinha dois. Essa curva antecedia um deles. Esse cara andava muito, apesar dos seus 1 metro e pouco, quase não encostava os pés no chão qdo estava sobre a moto. Mas acelerava.

  4. Rudinei

    Só uma dúvida Pêra, era Moronguinho ou Moranguinho?
    No meu tempo, nós conhecíamos um Moranguinho, mas este pode ser Morongo mesmo.

  5. Claiton Wittke

    Era Moronguinho mesmo, porque o irmão mais velho dele era o Morongo.
    Pedro Bernardo Raimundo, o Moronguinho, era o melhor piloto de Cross do Brasil e da América Latina na época.
    Tocava muito e foi multicampeão. Um craque!
    Claiton Wittke

  6. Lula Mello

    Elton:
    O Claiton está certo.
    A inauguração foi no dia que deu rolo com o Leandro Braga.
    A primeira pista (com um único King Kong no lado “de lá”, acho que é oeste) foi inaugurada bem antes, lá por 77/78.
    Lembro disso porque eu morava na Julio de Castilhos e quando ouvia o barulho das motos indo em direção ao “Campo da Aviação” eu pegava minha Monareta e ia ver.
    Esta foto deve ser da “reinauguração” da pista, após ter o traçado refeito.
    O apelido do Pedro Bernardo Raymundo é MorOnguinho, porque o irmão mais velho é o Morongo, fundador e proprietário da famosíssima Mormaii, griffe de roupas de moda surf.
    Moronguinho mora em Garopaba e trabalha com o irmão.
    Quem quiser vê-lo (ou revê-lo) basta ir à loja/fábrica da Mormaii que encontra ele por lá.
    Abraço
    Lula

  7. Mano Mylius

    Muitas lembranças da velha pista de motocross no Campo de Aviação, e por lá, grandes nomes do cross gaúcho: Moronguinho, Rigony, Tigrinho, Chico Huyer, Ciffali, Léo Dias, e o ronco das máquinas afinando na reta de chegada e o cheiro de “M50″ ou “óleo de rícino” que era uma característica dos provas.

    Latinhas geladas no isopor, as cadeiras, o churrasquinho improvisado na cerca da reta oposta. Domingo de corrida era dia de festa e a reunião era certa com os amigos Ney Lenz e Batata Preto.

    Mas voltando a foto e ao piloto especificamente, no verão de 1982, tive o prazer de ver o Moronguinho ‘abrindo gás’ nas areias de Garopaba onde ele têm um recanto, casas em forma de casúlos e onde reside atualmente.
    O cara era uma dos “Três Mosqueteiros do Motocross Nacional”: Moronguinho, Nivanor Bernardi e Roberto Boettcher.

    Mas antes disso, lá pelos anos de 1976, com uma Yamaha DT250 prata, emprestada pelo dindo Nélcio Bogorny (saudades do amigo), vi ele andar em uma pista improvisada à beira da estrada de acesso à Grão Pará, nas terras na antiga VENAX, e enquanto isso nós corríamos de bicicleta na nossa pista que ficava no mato de “calípio” que era no início da rua Júlio de Castilhos (hoje já abriram ruas neste local), e como ficava nos fundos da casa do “Gony”, ele treinava com sua bike, e era muito bom.

  8. Elton Etges

    Rudinei, creio que já tem a resposta. Era Moronguinho mesmo. O melhor de todos. Ele foi patrocinado pela Moto Peças Bogorny numa temporada.

  9. Milton Ávila

    Com toda certeza, Moronguinho, não perdiamos nenhuma corrida desta fera, Atração por onde passava, Canelinha – SC Novo hamburgo e outras. Depois o japonesinho voador Eduardo Saçaki tambem se destacou.

  10. Toninho

    O melhor piloto de motocross que eu vi andando, aqui em Venâncio, foi Rodnei Smith, no Campeonato Brasileiro/Marlboro de Motocross, se não me engano na primeira Fenachim. Esse brincava de correr, no ano seguinte foi correr o Mundial.

  11. Luciano Machry

    Estes tempos não voltam mais, nem as maquinas, mesmo que sem a tecnologia de hj, mas na época deveria ser mais emicionante p/que tudo dependia de improvisacão.

  12. Iuri Azeredo

    Todo aquela movimentação e espetáculo do motocross – incluindo o cheiro e o som das descargas das motos (além das brincadeiras na pista lá no “campo da aviação” nos dias de semana) -, estão “entranhadas” em mim e, acho, em vários amigos que assistiam emocionados os treinos, as corridas e participavam de todo o circo que se armava na cidade nos fins de semana de competição.

    E muito legal saber por onde e como anda o então “meu herói” Moronguinho!

  13. Binh Ceroni

    Não podemos nos esquecer do saudoso Pão de Milho!!!!! Alguém lembra o “numeral” que ele corria???

  14. Dinaldo J. Morsch

    Pai do Moronguinho era dono da empresa de ônibus
    FREDERES,famosa por conduzir a equipe do GREMIO.

  15. Rigoni Pochmann

    Após tanta duvida sobre a foto acima, não me contive em esclarecer todas as dúvidas. A foto acima é de 29/06/1975, prova inaugural da Pista de Motocross do Campo da Aviação, como era chamada na época. As categorias eram 50cc, 125 cc e Força Livre. Leandro Braga venceu a 50cc, Rigoni venceu a 125cc e Pedro Bernardo Raymundo, o Moranguinho, como era seu apelido na época, venceu a Força Livre. Um pouco mais tarde descobriu-se que o apelido certo era Moronguinho, que era o diminutivo de Morongo, o apelido de seu irmão mais velho, médico muito louco e diferente para o seu tempo que mais tarde fundo a Mormai em Garopaba. Para maiores detalhes desta prova, leiam a edição da Folha do Mate no. 178 de 02/07/1975. Um abraço. RIGONI.

  16. Claiton Wittke

    Palavras do nosso 1º Campeão Gaúcho de Motocross.
    Para quem não viu o Nelcio Bogorny e o Elmar Marques da Costa (Mazinho), que foram os pioneiros, correndo com o Nº 36, o Rigoni foi o precursor do esporte em VA. Abrindo caminho para Tigrinho, Chico Huyer e outros grandes pilotos.

  17. Nubyo Turelly

    O Puchila do Aquiles(assim o Getulio Romero chamava o
    Mazinho) com a amarelinha 36 não tinha pra ninguem. Que saudade.

  18. Gilson Santiago

    Falando no Mazinho
    Eu e o Ceceu Bogorny estamos tentando recuperar fotos da época das corridas de lambretta para colocar no Museu de Venâncio. Se alguem puder colabora entra em contato comigo pelo Email gilson.santiago@via-rs.net

  19. Neco Boehm

    Grande Rigoni,sabia tudo.
    E o Tigrinho,Marleu Mariano da Cruz,Äirton Senna da Moto.Hahahaha.
    Abraço.

  20. ranieri de campos schneider

    Acho que o Goni está errado, tenho uma vaga lembrança de que a pista do campo de aviação surgiu em 1973, tempo em que até o chapinha correu com uma YB 50 , ceceu bogorni, e outros, inclusive o goni correu com uma DT 125 bordo com o tanque revestido por couro (sintético) mais tarde o nélcio comprou uma mx 125 branca pra ele, que mais tarde foi pintada de amarelo limão, moto com aqual ele quebrou a clavicula no latino americano, nesta primeira corrida correu, o Assis arantes 13 o Emanuele ciffali 21, o pedrinho18 (moronguinho), O jorge de NH 53, A poucos dias em garopaba, com o Marco Aurelio e o Pedro Bernardo, estavamos relembrando estes fatos de 1973 e ai chegou o cffali que tem uma pousada na praia do rosa, e ainda lembrou que tudo era improvisso, O rigoni correu com patrocinio da venax, e fizeram uma camisa de goleiro pra ele, e o simbolo da venax saiu achatado mais largo que alto, e ele usou uma calça jeans, indo mais longe ainda lembro do dia que morreu o mazinho em sta cruz,o meu pai vulgo (BOLACHA) foi que levou-o nos braços ao hospital. Concordo com o Luciano Machri, estes tempos não voltam mais, Mas continuamos aprontando um pouco ainda. abraços a todos os venancioairenses
    chico

  21. Assis Arantes Junior

    Com satisfação vejo amigos como o Bogorni que ja se foi, e outros que nos vemos com frequencia Cifali, Pedrinho e otros citados.
    Para quem quiser ver fotos interessantes desta epoca do motocross nacional pode acessar meu facebook.

  22. Pedro Füchter Filho

    Moronguinho amigo das antigas!!! Apareça ou me liga para conversar meu irmão estou sempre na Comat caminhões na Br 101 ou na Comat motoos no centro, vai aí 48 3621 6666 ou 9986 0411… Abraço…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.